Pastor acusado de estuprar e matar o filho e o enteado, declara: ‘choro todos os dias pela morte dos meu filhos’ VEJA O VIDEO

By 27/05/2018Diversos

Pastor George Alves foi ouvido na tarde desta sexta-feira (25 de maio), na CPI dos Maus-tratos a Crianças e Adolescentes do Senado, que aconteceu em Vitória.

A Policia no inquérito policial afirma que, o pastor, que é pai de Joaquim e padrasto de Kauã, estuprou as crianças antes de matá-las carbonizadas. Os meninos morreram em um incêndio no dia 21 de abril, em Linhares, Norte do Espírito Santo

Durante o depoimento, o senador Magno Malta (PR-ES) questionou o pastor sobre o sangue das crianças encontrado no interior da casa, sobre o sêmem comprovadamente de Geroge dentro das crianças e sobre as contradições do incêndio. George disse que não queria falar e resumidamente disse que é inocente.

“Como morrem duas crianças carbonizados e os pais vão para uma lanchonete?”, questionou o senador. O pastor respondeu que se arrepende de “não ter mantido a dor que sentia” e que não deveria ter ficado quieto quando teria que buscar socorro.

“Choro todos os dias pela morte dos meus filhos”, disse Pastor George Alves.

George ao ser questionado se tinha sido abusado na infância disse que sim. Porem disse:”Não tenho trauma, hoje”.

CPI do Senado

As audiências da CPI do Senado acontecem no prédio do Ministério Público, em Vitória, e está ouvindo envolvidos em casos de maus-tratos e violência contra crianças em crimes que ocorreram no Espírito Santo.

O pastor George Alves foi levado na manhã desta sexta-feira do Presídio de Viana- para o prédio do Ministério Público.

Ele foi levado no mesmo carro que Ademir Lúcio Ferreira, acusado de matar a menina Thayná Prado, e que Diniz Horácio da Silva, que foi preso em flagrante após estuprar uma menina de 12 anos.

ASSISTA O VIDEO AQUI