Pai que MATOU filho de 4 anos não se conforma com novo namoro da ex-mulher

By 20/06/2019Diversos, Filhos, Pai
Publicidade

 

O pai, que matou o seu próprio filho, não se conforma que a ex-mulher tenha um novo relacionamento.

Neri da Tosa, de 37 anos, matou o filho esganado em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, na madrugada de domingo (16).

Segundo informações, do Superintendente da Polícia Civil, Neri havia ameaçava a ex-mulher, mesmo depois de separado há cerca de seis meses.

“Ele já sabia através de pessoas que ela teria uma outra pessoa. E queria pegar os dois juntos. Mas ela falou que o cara era forte, não tinha medo dele e estaria disposto a encará-lo se fosse necessário”, disse.

Pai mata filho por vingança

Davi Gabriel Franco da Rosa, de 4 anos, foi morto esganado pelo próprio pai que, na sequência, tirou a própria vida. Ao lado do corpo do homem a polícia encontrou uma carta com 20 páginas nas quais ele criticou a ex-mulher em quase sua totalidade. “Ele deixa tipo um diário para sua esposa, a condenando pelo fato absurdo que ele cometeu ao matar seu filho, uma criança, um anjo de quatro anos de idade”, explicou Freitas.

Publicidade

O filho é mencionado em uma única página, no fim, quando ele deixa claro suas intenções: “Nós dois trouxas [que seria ele e a criança] esperando por você e você só alegria, felicidade, prazer, tardes maravilhosas. Espero que tenham sido boas porque jamais terá isso [novamente]. Falei que ia acabar desgraçando a vida de sua família”, diz um trecho.

A carta foi recolhida pela Polícia Civil e será analisada e anexada ao caso.“São todas situações nessas 20 páginas de carta que nós estamos investigando e lendo para ver se tem mais alguém envolvido para dar maior clareza ao inquérito policial”, declarou ainda o superintendente.

Separação dos pais
De acordo com familiares, o relacionamento de Neri e a ex-esposa foi marcado por brigas e muitas confusões. Cansada, a mulher resolveu colocar um ponto final na relação, mas a situação não era aceita pelo homem.

Publicidade

Após a separação, Neri, que era mecânico industrial, costumava ficar com Davi durante os fins de semana. No sábado (15), ele buscou a criança e perguntou sobre a mãe do garoto, que não estava em casa. Em seguida, ambos seguiram para a casa do pai.
No domingo, sem notícias do filho, a mãe de Davi foi até a casa da ex-sogra ao lado do irmão para ver o que estava acontecendo. Ao chegar lá, uma terrível surpresa: o pai matou o filho para se vingar pela separação.