Não deixe Beijarem Seu Bebê Recém Nascido. Pode ser o Beijo da Morte!!

By 16/05/2018Diversos, Filhos, Saúde
Publicidade

O ALERTA COMPARTILHADO POR UMA MÃE BRITÂNICA NAS REDES SOCIAIS VIRALIZOU.

Tudo começou no início do mês, quando familiares e amigos visitaram Claire Henderson para conhecer sua filhade 1 mês, Brooke. Umas das visitas  beijaram o rosto da menina, é sem saberem transmitiram o vírus herpes simples 1 para a Bebê Brooke.

Em recém-nascidos o vírus herpes simples 1 pode ser devastador, às vezes até fatal.

A Academia Americana de Pediatria diz que se não for controlado, pode causar infecções graves, doença cerebral, pulmonar e hepática, feridas na pele e nos olhos.

Os pais só perceberam a doença numa noite,  quando notaram que Brooke tinha uma ferida na boca e lábios inchados.

Claire lembrou-se de um artigo que havia lido sobre os perigos do herpes labial em bebês e levou sua pequena Brooke para o hospital. La os médicos confirmaram que Brooke tinha o vírus herpes simples 1,  felizmente, testes descartaram qualquer dano ao cérebro ou ao fígado. Brooke  após 5 dias internada conseguiu voltar para casa.

Publicidade
Publicidade

“Poderia se espalhar facilmente, ser fatal”, disse a mãe. Isto motivou Claire a postar a história e as fotos no Facebook, o post viralizou, sendo compartilhado mais de  50 mil vezes.

“Por favor, compartilhe isso com todas as mães e gestantes novas que você conhece… FERIDAS DE HERPES PODEM SER FATAIS PARA UM BEBÊ. Antes dos 3 meses de idade, um bebê não pode combater o vírus da herpes. Se um bebê contrair isso, pode causar danos no fígado e no cérebro e levar à morte. Eu sei que isso soa como se eu fosse um alarmista, mas se minha amiga não tivesse me contado sobre isso, minha filha poderia ter ficado gravemente doente. Eu notei os sinais cedo e a levei para A & E, agora estamos no hospital há 3 dias e temos mais 2 para ficar. Ela teve muita sorte, todos os seus testes estão ok. A moral da história é: NÃO deixe ninguém beijar a boca do seu recém-nascido, mesmo que não pareça ter uma ferida – 85% da população carrega o vírus. E se a pessoa tiver, peça para ficar afastado até que a ferida desapareça. Todos com quem conversei não tinham ouvido falar disso antes e então eu senti que era importante compartilhar a história de Brooke e aumentar a conscientização para impedir que qualquer outra pessoa passasse por isso”

Publicidade