“Minha sogra convenceu meu marido a trocar o nome do meu bebê, enquanto me recuperava no hospital”

By 08/02/2019Diversos, Filhos, Mãe, Pai
Publicidade

 

Está mãe ficou desesperada quando descobriu que sua sogra mudou o nome do seu bebê sem sua autorização.

Após a descoberta ela desabafou o drama que passou, ao descobrir, que sua sogra com o apoio de seu marido, trocou o nome de seu bebê. Dois meses após da à luz ela descobriu ao ver a certidão de nascimento do filho.

A mão desabafou que a sogra aproveitou que ela estava no hospital se recuperando de uma cesárea de emergência. Ela relatou ao portal Slate.com, que o marido também teve culpa neste caso. Ele foi convencido pela mãe a trocar o nome do filho bem na hora de resgistrá-lo no cartório.

Veja a seguir o relato da mãe ao portal Slate.com:

“Minha sogra de incio tentou convencer meu marido ao mudar somente o primeiro nome do nosso filho e colocar uma nome que NÃO GOSTO. Ela disse no começo eu ficaria brava, mas que depois passaria. Meu marido achou que trocar o primeiro nome seria demais, mas acabou aceitando mudar o segundo nome do nosso bebê.O nome mudou de Finley para Finlay, minha sogra justificou a mudança, porque achava mãos masculino desta maneira.”

Publicidade

Pior ainda foi meu marido ter omitido a mudança do nome do nosso filho, ele permaneceu em silêncio. Até o dia que minha sogra enviou um presente para o bebê, e ela fez questão de escrever no nome Finlay no pacote. “Ela mandou o presente e estava escrito Finlay, eu falei com o meu marido sobre isso e ele não teve decência de contar a verdade. Ele me fez acreditar por dois meses que o nome de nosso filho era Finley”, contou a mãe.

Ela realmente teve certeza quando olhou a certidão de nascimento do filho e lá estava o nome Finlay. ” Eu fiquei furiosa com meu marido, ele me disse que se arrependeu logo após ver a certidão de nascimento. Meu marido foi o maior culpado na mudança do nome, afinal foi ele quem registrou nosso filho com o nome que eu não queria. Nós estamos tentando resolver isso. Mas sinto que também preciso conversar com a minha sobra, porém ainda não sei como abordá-la”, finalizou a mãe ao portal Slate.com

Publicidade