Márcia Goldschmidt ABRE o jogo e fala de luta da filha contra doença RARA

Publicidade

 

A apresentadora Márcia Goldschmidt, abriu o coração sobre a doença rara no figado que sua filha: “Cuida dela 24 horas por dia”

A filha de de Márcia Yanne, de 6 anos, sofre de uma doença rara no fígado, chamada de Atresia de Vias Biliares.

Em entrevista para o programa A Tarde É Sua, do canal português TVI, ela contou que a filha foi diagnosticada quando ainda era bebê e precisará de cuidados especiais para o resto da vida.

Yanne é irmã gêmea de Victoria. Elas nasceram de parto prematuro no quinto mês de gestação, quando Márcia estava com 50 anos de idade.

“Ainda vivo esse dia a dia de luta com a minha filha. Ela é acompanhada por uma equipe no hospital e tem grandes crises. Ela tem que fazer exames de sangue duas ou três vezes por mês… A doença não acabou. Um transplante é trocar uma doença fatal por uma doença crônica. Ela esteve recentemente internada por quinze dias, em isolamento, com uma pneumonia. A menina está toda marcada”, contou Márcia.

Publicidade

Ela também contou que precisou largar o trabalho por um tempo para cuidar da filha. “Sou enfermeira e cuidadora 24 horas por dia. Fui estudar nutrição e tudo o que diz respeito ao fígado, ao transplante, para dar às minhas filhas a melhor qualidade de vida possível apensar de todo o contexto que nasceram. E tenho conseguido, elas são meninas grandes, fortes, saudáveis, mas a Yanne é uma criança que toma imunossupressores (medicamentos usados para evitar a rejeição do órgão transplantado). Ela tem um sistema imunológico comprometido. É uma menina normal, mas imunocomprometida”.

Publicidade

Finalizando ela contou do retorno ao trabalho. “Aquela Márcia (apresentadora de TV), não sei onde ficou, não deu tempo de pensar. Agora que eu comecei a lembrar quem eu era, quem eu sou. Comecei a reconectar as pessoas nas redes sociais. Escrevi um livro para me reaproximar das pessoas, trocar a experiência que eu passei. O meu sofrimento tornou-se uma força a mais, que eu quero poder partilhar com as pessoas”.