Mãe e pai esquecem do filho recém-nascido no táxi ao deixarem a maternidade

By 14/06/2019Diversos, Filhos, Mãe, Pai
Publicidade

 

 

Taxista demorou a perceber que o recém-nascido estava no banco traseiro. Ele fez uma pausa para o almoço e só notou quando foi avisado pelo passageiro da corrida seguinte.

Para um casal de Hamburg, na Alemanha, os dias na maternidade não foram suficientes para que essa ficha caísse. Eles esqueceram o filho recém-nascido no carro do táxi, após deixar a maternidade e levar o bebê a primeira vez para casa.
O fato foi compartilhado nas redes sociais da polícia de Hamburg, na Alemanha. No post feito pelo órgão eles disseram que: “Depois de alguns dias no hospital, a hora mais emociante deve ser ir a primeira vez para casa. Juntos, a família que estava no hospital pegou um táxi e dirigia-se para casa. Chegando lá, desceram do carro, despediram-se do taxista e entraram em casa. Minutos depois, eles levaram um susto ao perceberam que o bebê havia ficado no táxi.”

Publicidade

Segundo a polícia, a tentativa dos pais de correr atrás do táxi não foi bem sucedida. E, como o bebê estava em profundo sono, o taxista não notou que a criança permanecia no automóvel, e continuou dirigindo. Ele, inclusive parou para almoçar e deixou o pequeno sozinho no veículo, em um estacionamento subterrâneo. Por sorte, o motorista parou em um local coberto, de modo que o carro não ficou aquecido, o que poderia ter causado a morte da criança.
Depois do almoço, que foi rápido, o taxista retornou para o veículo e foi somente quando parou para pegar mais um passageiro que percebeu a presença do recém-nascido. Na verdade, foi o passageiro quem o alertou. “O passageiro ficou confuso ao ver um recém-nascido no banco de trás e avisou o taxista. Foi então que o pequeno acordou e começou a chorar. O taxista ligou para a polícia imediatamente”, relatou um representante da polícia de Hamburgo, em nota para a imprensa, publicada nas redes sociais.

Apesar do susto, o recém-nascido está bem e foi devolvido aos seus pais pouco após o taxista ter chamado a polícia.

Publicidade

Publicidade
Fonte: Revista Crescer