Homem tem filho com amante, e registra por engano a esposa como Mãe da criança

By 09/05/2018Diversos, Filhos

 

Após ter um filho com a amante, homem vai ao cartório para registrar a criança, e registra em nome da esposa.

O caso foi parar no Ministério Público de Santa Catarina (MPSC). O MP pediu exma de DNA, mas TJSC considerou desnecessária.

Atualmente o filho tem 18 anos. O pai é semianalfabeto. Como o processo está em segredo de Justiça, não foram informados mais dados dos envolvidos.

Segundo informações do portal G1, o homem contou que estava com os documentos da esposa quando foi registrar o filho e entregou os papéis ao cartório sem perceber o engano. A mãe da criança notou o erro, mas não se opôs.

Mas a esposa ao saber do caso, exigiu a declaração negativa de maternidade e retificação do registro de nascimento.

A história foi confirmada por todas as partes envolvidas. Além disso, depois de seis meses houve o nascimento do filho com a amante, o homem teve outro filho com a esposa.

O desembargador, Jairo Fernandes Gonçalves, relator do processo, escreveu que seria praticamente a esposa, ter tido dois filhos neste curta espaço de tempo. Ele também argumentou que a juíza de 1º grau manteve contato com todas as partes, que confirmaram a história, neste caso não foi necessário teste de DNA. Sendo assim, já foi retirado o nome da esposa do registro de nascimento e colocado o da amante.