Ex-marido de Mulher que acusa Neymar diz: “Expulsaram meu filho”

Publicidade

 

Estivens Alves, ex-marido de Najila Trindade, 26 anos, que acusa o jogador Neymar de estupro e agressão, contou ao Jornal Extra, que seu filho foi exposto e nem está indo a escola por causa da polêmica e culpa o jogador pelo fato, uma vez que o jogador expôs a conversa com a mãe do menino, mostrando que eles ja estavam falando em sexo mesmo antes dela chegar em Paris.

Na conversa exposta, tem um trecho, que ela pede que Neymar leve um presente para o seu filho, e ela fala o nome da criança, e diz que ele é muito fã do jogador. O craque diz que vai levar o presente para o menino, isso aparece nas conversas que Neymar tornou publica na internet.

Vale lembrar, que quem menciona o nome da criança é a própria mãe, porém a conversa foi mostrada pelo Neymar o que resultou na exposição do menino.

O ex-marido de Najila disse ao programa Balanço geral, da Record TV: “Estamos levando a vida. Expuseram o meu filho, o Neymar fez isso, colocou o nome do meu filho lá. Ele não está indo na escola por causa disso, está uma doideira. É muito baixo tudo isso. Está bem difícil. Eu sou uma pessoa centrada, mas isso está me deixando sem cabeça.”

Estivens falou mais sobre a exposição do filho e como o menino esta:
“Gera um desconforto muito grande, esse cuidado poderia ter sido tomado em não expor o nome do meu filho. Ele está bem blindado, tenho conversado muito com a mãe dele justamente para saber como ele está. Isso está me restringindo de chegar a ele (já que eles estão em um local reservado). Só converso com ele via FaceTime, ligação. Ele está bem blindado e está sendo bem cuidado por ela, estamos conversando todos os dias.”
Ele contou ainda que os cuidados do filho são divididos entre os dois, e que quando ela foi para Paris, ele ficou com a criança:
“Temos uma relação em que nos falamos o tempo todo, por conta de alimentação, hospital, escola, passeio. Para que ele consiga estar com a mãe e com o pai o tempo todo. Sobre a relação minha com ela, prefiro não me manifestar. Sim, a criança ficou comigo nesses dias que ela se ausentou. Sempre fazemos esse bem bolado quando um ou outro se ausenta, justamente para que ele não fique com terceiros.”

Publicidade

Ele relatou que o menino é fã de Neymar e que não pode ir à escola porque é motivo de chacota:
“Esse é meu maior ponto de desconforto. Estamos falando de um ídolo mundial, todas as crianças do círculo social do meu filho, inclusive meu filho, são fãs dele. Ele já está sendo julgado e motivo de chacota nas redes sociais. Até na escola. Meu filho não é figura pública como o filho de Neymar já é. No nosso círculo social [a exposição] afeta muito o dia a dia dele.”

Estivens, contou que quando a ex-mulher voltou de viagem, estava muito calada e retraída, e que só ficou sabendo da acusação pelas redes sociais.

Ele falou como Neymar poderia ajudar seu filho neste momento difícil.
“O problema é que hoje meu filho está associado a uma pessoa, no caso a mãe, que está movendo o processo contra o Neymar. Se o Neymar se direcionasse a meu filho como se dirige à nação brasileira, dizendo: essa criança não tem nada a ver com o que está acontecendo (seria bom). Assim como fez a irmã dele, que disse que não deseja o mal da minha ex-mulher.”

Ele também falou que se for procurado pela polícia, está pronto a ajudar no que for preciso.

“Eu jamais me negaria. Contribuir eu contribuiria. A justiça tem que ser feita. Os processos vão servir como orientação, disciplina.Tanto o que ela está movendo quanto os de crimes virtuais.”
E terminou falando que não vai expor o relacionamento com a ex. “Não quero falar sobre isso. É um relacionamento de sete anos, que terminou há um ano e meio. O que aconteceu entre eu e ela não deve interferir no que aconteceu na França.”

Publicidade