Dente de leite é fonte de células-tronco

By 31/05/2017Filhos

A Fada do Dente é a primeira “pessoa” que lembramos quando os dentes de leite dos filhos começam a ficar moles. A maioria dos pais utiliza ela como um incentivo para que os pequenos fiquem amolecendo os dentes e caiam de uma forma mais tranquila. Mas você sabia que dentro deles existe a polpa do dente e que ela é fonte de poderosas células chamadas de células-tronco?

Na parte interna está a polpa do dente que é composta por tecido vivo com vasos sanguíneos, nervos e também células-tronco mesenquimais multipotentes. Células-tronco são poderosas células têm a capacidade de se transformar em uma ampla variedade de tipos de outras células. Elas poderão ser para o tratamento de doenças degenerativas. Sendo que poderão utilizadas pela família (pais, irmãos, avós) e não apenas pelo doador.

As células-tronco só poderão ser utilizadas se feito corretamente a extração e principalmente, o armazenamento correto do material. O Centro de Criogenia do Brasil (CCB) informa que o material coletado será armazenado em nitrogênio líquido a uma temperatura constante de -196°, fazendo com que as células-tronco permaneçam em condições perfeitas para uso por tempo indeterminado.

Em média, as empresas que oferecem esse tipo de serviço em São Paulo, costumam cobrar o custo de R$ 2.000,00 iniciais e mais ou menos uns R$ 400,00 pela coleta, multiplicação das células, e criopreservação. Fonte Folha de São Paulo.

Mas vale salientar que os estudos para a utilização das células-tronco ainda estão na fase inicial. Além do que, você pode pagar por um serviço que talvez nunca precise (Deus queira que não precise, não é mesmo?). E segundo a mesma matéria da Folha de São Paulo, a Anvisa alertou que apesar das empresas oferecerem o serviço de criopreservação, não podem prometer tratamento para nenhuma doença. Contudo é aquela história, é melhor prevenir e garantir uma maneira de preservar a saúde no futuro, não é mesmo?

Karin Petermann

Author Karin Petermann

Sou mãe de duas crianças lindas, o Cauê com 7 anos e a Catarina de 2 anos de idade. Sou blogueira há 7 anos e escrevo porque acredito que a maternidade quando compartilhada se torna mais leve e divertida.

More posts by Karin Petermann

Leave a Reply