Débora Nascimento agradece a sogra no seu Stories do Instagram: “Te Amo Sogra” . Veja Porque?

Publicidade

Débora Nascimento agradece a sogra no seu Stories do Instagram: “Te Amo Sogra”

A familia esta fazendo uma viagem acompanhada pelos pais de José Loreto. E para poder ter tempo intimo com o esposo ela pediu ajuda a Sogra e o Sogro.

Eles conseguiram fazer trilha, piscina, e sauna graças a que a Sogra esta cuidando de Bella. A atriz agradece a ela dizendo obrigado sogra, te amo!

Quando snasce o bebê a intimidade do casamento fica bem abalada… encontrar tempo para si é difícil, e um desafio e tanto, pois o Bebê sua segurança, seu bem estar esta sempre em primeiro lugar.

Débora Nascimento sabe como ninguém disso e usou as redes sociais, neste domingo, 12, para comemorar o tempo livre que ganhou.
No stories o video começa com debora saindo para fora da cabana no meio da mata onde estão hospedados, um ambiente bem natural, e fala “O neném acabou de dormir. Graças a Deus me dou bem com minha sogra e meu sogro. Eles são uma dádiva. Graças a sogra e ao sogro, eu consegui fazer uma trilha tranquila, ir a piscina com meu marido, sauna eu e ele… Ai, te amo, sogra”, declarou ela.

Logo Debora mostra no Stories, uma trilha em familia, trilha na mata de 2km com o marido e a pequena Bella, em um canguru carregada pelo pai, onde participa no video José e ela diz que e o dia do Papai, homenageando pelo dia dos pais, e da dicas de viagem com bebê, a dica e praticidade, usar uma mochila tipo canguru ou sling que permita carregar o bebê e fazer tudo ali, trocar fralda, levar alimento, etc.

Publicidade

Débora tem usado as redes sociais para mostrar sua rotina maternal. Recentemente fez um desabafo falando das mudanças do corpo na gravidez e após dar à luz. A estrela afirmou que não tem pressa para emagrecer, mas que tem feito reeducação alimentar, já que não se reconhece no seu “shape” atual.
“Vou confessar. É um corpo que você não reconhece. Não é o corpo de antes de engravidar e não é o corpo de grávida. É um corpo em recuperação, em entendimento. É muito doido, porque a gente acaba se cobrando, somos vítimas da objetificação do nosso corpo. E isso mexe tanto com a gente, de não se sentir bem. É difícil parir, é complicado, e o tempo depois não é bolinho!”, afirmou ela.

 

Publicidade

Publicidade