Crianças são proibídas de irem a escola senão forem vacinadas, conforme Lei em vigor na Itália

By 14/03/2019Diversos, Filhos, Saúde
Publicidade

 

A lei Italiana já esta em vigor, e foi elaborada em 2017. As crianças foram proibidas de irem a escola se elas não estivem vacinadas. A medida aplica por Lei surgiu depois de um surto de Sarampo no país, explicou o portal de notícias BBC News.

Crianças com até seis anos serão excluídas do berçário e do Jardim de infância se não comprovarem a vacinação.

Publicidade

A lei Lorenzin de julho de 2017, em homenagem ao ex-ministro da saúde que criou a lei. As crianças devem ser vacinadas contra várias doenças, entre elas, Varicela, Poliomielite, sarampo, caxumba e rubéola.
As crianças de 0 à 6 anos, não poderão frequentar berçários e jardins de infância sem a comprovação da vacinação. As crianças entre 6 a 16 anos devem estar completamente imunizadas, do contrário serão proibidas de frequentar as escolas e o pais podem chegar a levar uma multa de até R$ 2.155,00.

A data limite para a entrega dos certificados de vacinação foi até o dia 10 de março, o governou notou um aumento na taxa de vacinação. A organização Mundial de Saúde, esta em 95%, esse número indica a um estágio de imunização quando a doença não consegue mais de disseminar.

Publicidade