Criança viaja sozinha na classe econômica enquanto a mãe senta na primeira classe

By 31/01/2018Diversos, Filhos

Este relato tem gerado grande polêmica na internet, foi relado pelo blog “Tudo sobre minha mãe”, entenda

A jornalista e mãe Fabiana Santos fez o relato em seu blog, chamado Tudo sobre minha mãe., o fato aconteceu enquanto ela viajava do Brasil para os Estados Unidos.

Na viagem Fabiana observou que em um assento próximo ao dela, uma mãe acomodou a filha pequena na classe econômica e então ela foi se sentar na primeira classe. ” Fica direitinho ai?”, disse a mãe e então foi para a primeira classe.

“Eu achei que não tinha entendido direito, mas foi exatamente assim. Ouvi a aeromoça explicando com muita naturalidade para o vizinho de assento que a mãe (uma mulher bonita, na faixa dos 30 anos, usando salto plataforma) ia se sentar longe”, conta Fabiana. “A cortina para dividir ‘as classes’ foi fechada, mãe e filha ficariam separadas por nove horas, incluindo uma noite”, disse Fabiana em seu relato.

O rapaz que estava sentado no banco ao lado da menina acabou tendo que ajuda-la a colocar o cinto, se cobrir e assistir desenhos na tv. “A menininha estava ao meu lado, foi impossível não prestar atenção. Na conversa que ouvi, descobri que ela tinha 6 anos e a mãe era brasileira. Ela não tocou na comida. Nem no jantar, nem no café da manhã servidos. Tomou um copo de suco por insistência do vizinho de assento”, lembra ela.

“De vez em quando, ela me olhava pra ver o que eu fazia com a minha filha. Depois de ficar vidrada num filminho, acabou pegando no sono. A mãe apareceu uma única vez, não passou da cordinha de isolamento das classes e perguntou se ela não queria comer. Ela disse que não e a mãe voltou para seu assento original, bem tranquila”, afirmou Fabiana.

A história trouxe a tona um grande debate entre mãe na internet. “Como assim deixar minha filha sentada ao lado de um estranho, durante uma noite inteira? E se ele fizer algo com ela? E se ela ficar com medo de turbulência? Se precisar ir ao banheiro? A mãe estava longe e literalmente de costas para o que pudesse acontecer com a filha”, disse.