Caso raríssimo bebê nasce 4 anos após a morte dos pais em um acidente de carro

By 12/04/2018Diversos, Gravidez

O casal de chineses Shen Jie e Liu Xi, sofreram um acidente de carro fatal no qual foi interrompido o sonho do casal de terem um filho, e dos avos de terem netos. O casal tinha planos em andamento, pelo qual tinha congelado vários óvulos fecundados que seriam implantados no útero de Liu.

 

O fatídico acidente ocorreu cinco dias antes da data marcada na qual Liu iria receber um dos embriões congelados. Os pais de Shen e Liu, se sentiram motivados a continuar com o processo que lhes daria um neto, e a continuidade da vida dos filhos. Começou assim uma luta na justiça pelo direito sob os quatro óvulos fecundados e armazenados em laboratório. A batalha jurídica foi classificada pela imprensa chinesa como extremamente complicada e sem precedentes.

Os pais do casal, ganharam essa mais que batalha,  guerra, na justiça para continuarem com o processo reprodutivo. Depois de conquistar na justiça, a propriedade sobre os embriões, contrataram uma mulher no Laos pelo intermédio de uma agência de barrigas de aluguel no início de 2017. Isto porque na China como no Brasil as leis proíbem barrigas de aluguel.

Passados mais de quatro anos da morte de seus pais em dezembro de 2017, nasceu Tian Tian, cuyo nome significa “doce”, em chinês.

Tian Tian, nasceu num hospital na cidade de Cantão. “Os olhos de Tian Tian parecem com os da minha filha, mas de modo geral, ele parece mais com o pai”, declarou Hu Xinxian,  pai de Liu.

A família comemorou os cem primeiros dias de vida do bebê com uma pequena confraternização para os familiares e amigos, o avô paterno Shen Xinan, disse: “Esse menino precisa saber sobre sua chegada no mundo. Outros bebês têm seus pais e mães, mas ele, não. Nós definitivamente vamos contar a ele, no futuro, sobre tudo o que ocorreu. Como não poderíamos?”.

Mais uma linda historia, onde o amor supera a dor, a perca dos filhos não venceu a vontade dos avôs de dar todo o seu amor pelos netos e trazerlos a vida.