Casal com câncer ganha indenização de 120 milhões de reais do Talco Johnson & Johnson

By 09/04/2018Diversos, Filhos, Produtos

 

O câncer agressivo foi devido o uso constante do Talco para bebê Johnson & Johnson

O americano Stephen Lanzodiz por ter usado os produtos Johnson & Johnson por décadas, incluindo o Talco(o mesmo usado para bebê), e que sua forma agressiva de câncer de pulmão foi provocada pelo pó. Nesta última quinta-feira, o juri concedeu ao homem e sua esposa um total de US$ 37 milhões( em torno de 120 milhões de reais) por danos compensatórios em seu processo- sendo US$ 30 milhões para ele, e US$ 7 milhões para a esposa Kendra, fazendo com que Johnson & Johnson assuma 70% da responsabilidade pela doença.

A Imerys Talc, fornecedora do talco, um mineral que está ligado à contaminação cruzada com o amianto quando extraído, foi atingida com a outra garantia de 30%. Reutersobserva que é a primeira perda da J & J no julgamento em relação a reclamações sobre seus produtos de talco contendo amianto. Existem milhares de outros casos que ligam seus produtos de talco ao câncer de ovário.

Na situação de Lanzo, ele disse que recebeu mesotelioma mortal ao inalar pó de talco de bebê durante o uso regular desde seu nascimento em 1972. Um júri de sete mulheres no Condado de Middlesex descobriu que tanto a J & J quanto a Imerys ocultaram o amianto em seus produtos, cujos arquivos da equipe jurídica de Lanzo indicam que eles podem ter se preocupado em 1969, por Bloomberg..

A J & J insiste que há muito tempo testou seus produtos para contaminação, e a Imerys afirma que qualquer exposição ao asbesto que Lanzo possa ter provinha de algum outro lugar além de seu talco. “A evidência era clara de que sua exposição ao amianto veio de uma fonte diferente, como o amianto encontrado em sua casa ou escolas de infância”, disse uma porta-voz, acrescentando que a empresa vai apelar. Os Lanzos ainda podem sofrer danos punitivos; essa fase do julgamento começa terça-feira.

 

fonte: http://www.newser.com