Bebê Filho de Haitianos que Nasceu Na Calçada Com Ajuda da PM Ganha Ensaio Newborn Veja que Lindas Fotos

By 10/01/2019Diversos
Publicidade

Bebê Filho de Haitiano que Nasceu Na Calçada Com Ajuda da PM Ganha Ensaio Newborn.  O bebê de casal haitiano que nasceu em calçada de Porto Alegre é presenteado com ensaio de fotos
Após ficar sabendo da história fotógrafa que costuma clicar recém-nascidos ofereceu fotolivro. A mulher haitiana imigrante chegou a caminhar por 40 minutos em direção a um hospital, mas não chegou a tempo e deu à luz em via pública.

O pequeno recebeu o nome Waldo e ganhou um book fotográfico pela fotógrafa Nilza Rejane, de 53 anos, em um estúdio de Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

A mãe de Waldo é Judith Fleurissaint Baguidy, de 39 anos, chegou a caminhar por 40 minutos em direção a um hospital, mas não chegou a tempo e deu à luz em via pública.

A fotografa disse: “Eu estava no estúdio e casualmente vi a matéria na internet. Aí eu fiquei pensando comigo: ‘embora seja uma cena linda, daqui uns anos ele podia ter outra imagem do nascimento dele”, conta Nilza.

“Eu me emocionei com a história”, declara.
O marido de Judith trabalha em uma padaria e não tinha como faltar ao serviço. A mãe, que trabalha como doméstica, mas está de licença, acompanhou o bebê na sessão, que começou por volta das 9h e se estendeu até o início da tarde.

Ela explica que o ensaio “Newborn” normalmente é feito nos primeiros 10 dias de vida, que é quando o bebê tem o sono mais profundo e a flexibilidade do corpo é maior. Entre uma foto e outra, pausa para a mãe amamentar e trocar fraldas. O ritmo é o bebê que dita.

Nilza garante que Waldo se comportou superbem.

“Ele é um anjo, eu estou apaixonada por ele”, define carinhosamente a fotógrafa.
Ao fim do ensaio, Judith aceitou, com alegria, ser fotografada ao lado do filho. A família será presenteada com um fotolivro de 20 páginas que irá reunir os melhores momentos do bebê.

“Ela fala pouco português, ela só dizia assim: ‘muito obrigado’. E junto desse ‘muito obrigado’ tinha um sorriso enorme. Ela não precisou dizer mais nada”, descreve Nilza.

Ao G1, por intermédio do marido, que domina mais a língua, Judith diz ter ficado muito feliz.

“Sem palavras. Todo mundo dá parabéns pelas fotos”, comemora a haitiana, agradecida.

Publicidade

Publicidade

Publicidade